Cabo Verde

Ilha do Sal | Ilha de Santiago | Ilha de S. Vicente

3 destinos em Cabo Verde

Ilha do Sal

Primavera VER PACOTES

Ilha de Santiago

Praias Paradisíacas VER PACOTES

Ilha de S. Vicente

Praias Paradisíacas VER PACOTES

Sabe mais sobre Cabo Verde

Ficha informativa

Documentação necessária:
- Passaporte com validade mínima obrigatória de 6 meses a contar da data de saída de Cabo Verde.
- Taxa de Segurança Aeroportuária (TSA). Para obtenção da TSA, os dados de passaporte terão de ser inseridos na íntegra no processo após a sua conclusão ou até 5 úteis dias antes da partida. Após esta data, a obtenção da TSA deverá ser paga à chegada ao aeroporto de Cabo Verde (valor indicativo: 31? por pessoa). 
- Visto: além da TSA, é necessária a obtenção de visto com exceção das seguintes nacionalidades: Alemanha, Áustria, Bélgica, Brasil, Bulgária, Canadá, Chipre, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estados Unidos da América, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Irlanda, Islândia, Itália, Letónia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Holanda, Polónia, Reino Unido da Grã Bretanha, República Checa, Roménia, Suécia e Suíça. Para obtenção do visto, os dados de passaporte terão de ser inseridos na íntegra no processo após a sua conclusão ou até 5 úteis dias antes da partida. Após esta data, a obtenção do visto deverá ser paga à chegada ao aeroporto de Cabo Verde (valor indicativo: 25? por pessoa). 

AVISO
A) As taxas de aeroporto e de combustível estão sujeitas a alterações até à data da partida.
B) Os quartos indicados como triplos são duplos com cama extra.
C) A hora de saída dos quartos no último dia terá de ser efetuada até às 12 horas.
D) Taxa turística (valor indicativo de 2? por pessoa e noite), aplicável a maiores de 16 anos, paga localmente nos hotéis. 
E) O check-in nos voos para Cabo Verde encerra 60 minutos antes do horário da partida.
F) Comparência no aeroporto 3 horas antes da hora do voo.
G) O envio de documentações poderá estar sujeito à regulação prévia de saldos ou débitos existentes.
H) A inserção dos dados de passaporte é da responsabilidade da agência de viagens, declinando a Solférias qualquer responsabilidade pelos dados inseridos.

Razões para fazer a mala

1. Aventure-se e contemple a sua natureza insólita: Cabo Verde é um país de contrastes, onde as montanhas imponentes se diluem em planícies a perder de vista. Onde o verde se mistura com o castanho de uma paisagem desértica. A paisagem compõe-se de diversas espécies de flora introduzidas e originárias da Macaronésia (Canárias, Madeira e Açores e de alguns países da costa ocidental africana (Senegal, Gâmbia, Mauritânia e Marrocos). Em Cabo Verde encontrará inúmeras reservas e parques naturais, alguns localizados em zonas de difícil acesso

2. Apaixone-se pelas praias a perder de vista: Com temperaturas de água do mar entre os 22 e 25 graus centígrados, e temperaturas médias do ar entre os 22 e 27 graus centígrados, ao longo de todo o ano, as praias de Cabo Verde são autênticos paraísos para os amantes do Sol e Mar. Na ilha da Boavista o visitante encontrará 55 km de magníficas praias de areia fina e branca bordadas por um mar cor de esmeralda. Na ilha do Sal poderemos também encontrar a famosa praia de Santa Maria com a sua extensão de vários quilómetros de areia dourada e fina com um mar de águas transparentes e de cor azul-turquesa. Na Ilha do Maio poderá encontrar igualmente belíssimas praias desertas ainda no seu estado puro, que convidam a um passeio a dois perpetuando o romantismo presente em cada recanto.

3. Experimente a adrenalina dos desportos náuticos: Viva em Cabo Verde as condições ideais à prática de kitesurf, windsurf e mergulho. As praias são um dos principais produtos turísticos de Cabo Verde. Com um clima subtropical seco moderado pelos ventos alí- sios, o arquipélago apresenta temperaturas amenas durante todo o ano, oferecendo condições ideais para a prática de desportos náuticos, desde o surf, windsurf e kitesurf ao mergulho e pesca. A ilha do Sal oferece ao visitante condições excecionais para a prática destas atividades graças aos ventos constantes. As águas territoriais de Cabo Verde ultrapassam os 600 mil km2, uma área muitíssimo superior à  imensão do arquipélago. É um potencial de riquezas inesgotável. A pureza e temperatura da água, que varia entre os 21º e os 25º, associadas à existência de plataformas submarinas de corais, atraem uma fauna muito variada de espécies permanentes e migratórias. Os mariscos também são abundantes. Por outro lado, algumas praias do Sal, Boavista e Maio são hoje autênticos viveiros de tartarugas marinhas que as procuram na época da desova. Um fantástico aquário natural.

4. Delicie-se com sabores autênticos: Rica, variada e saborosa. Assim se pode definir a gastronomia cabo-verdiana, que tem para lhe oferecer inúmeros pratos, resultantes de influências muito distintas que foram chegando ao arquipélago, ao longo dos séculos. A grande referência da tradição gastronómica cabo-verdiana está na cachupa, um prato confecionado à base de peixe, milho e feijão, às vezes só milho e toucinho. Com o passar dos anos os locais foram introduzindo vegetais e carnes, que lhe conferem um sabor muito particular. Os sabores de Cabo Verde passam também pela qualidade e diversidade de peixes e mariscos existentes nas Ilhas, que fazem as delícias dos visitantes. Os queijos e os doces também se inscrevem na tradição culinária do país. A refeição não fica completa sem um bom vinho do Fogo, ou o típico grogue, uma bebida alcoólica feita à base de fermentação da cana de açúcar, rematando, no final, com o famoso e delicioso café da ilha do Fogo.

5. Sinta a mítica da cultura crioula e a magia da música: A língua é a mais rica manifestação da cultura cabo-verdiana. O crioulo surgiu nos primeiros anos de povoamento do arquipélago, decorrente da necessidade de entendimento entre os escravos e os povoadores europeus. O crioulo tornou-se um símbolo, que vai para além da linguagem, tendo-se convertido numa identidade social rica, genuína e mística. As festas e eventos tradicionais transpiram a autenticidade e a mística da cultura crioula, onde se festejam, lado a lado, o profano e o religioso. Os temas "saudade", "amor", "alegria" e "tristeza" constituíram o mote para o surgimento de géneros musicais e danças, tipicamente crioulas, e que expressam a identidade do povo destas ilhas. Deixe-se levar pela folia do carnaval do Mindelo e de São Nicolau e deixe-se envolver pela magia dos ritmos quentes do batuque, funaná, coladeira e apaixone-se, ao som das mornas, nas noites cabo-verdianas. Sinta esta mística crioula e saia revigorado desta memorável experiência.

A não perder

Ilha da Boavista: Pode percorrer a ilha de jipe, por estradas de terra batida, desde a praia da Boa Esperança, onde pode descobrir no areal o que resta do navio italiano encalhado, desde 1968, já ferrugento, mas com um encanto especial, pode aproveitar ao máximo a beleza das praias de Santa Mónica e Varandinha, com os seus muitos quilómetros de areais brancos e macios e água morna, e, claro, vai encontrar, um pouco por todo o lado, muita música e sorrisos, verdadeiros símbolos de Cabo Verde.

Ilha do Sal: Para além de apreciar a vida calma, desfrute de um passeio de jipe, descubra as salinas de Pedra de Lume e as piscinas naturais do Olho Azul, onde a água transparente convida a banhos sem fim. Descubra a costa, fazendo um passeio de barco e aproveite para observar os cetáceos ou para praticar mergulho.

Ilha de Santiago: Recomenda-se uma visita à Cidade Velha e à Fortaleza de São Filipe, onde poderá desfrutar da vista. Em dia de boa visibilidade pode avistar a Ilha do Fogo. Passeie pela Cidade Velha e chegue ao pelourinho. Na cidade da Praia, atual capital, siga para a zona do Plateau, onde pode fazer compras, tomar refeições ou descansar nas esplanadas. Por fim, o Tarrafal, onde fica o antigo campo de concentração e onde é possível descobrir também uma praia fabulosa de areia fina e branca e águas tépidas e cristalinas.

Ilha de São Vicente: O Fortim do Rei, a construção mais antiga existente no Mindelo e o Centro Nacional de Artesanato. A poucos quilómetros da cidade do Mindelo, as diversas praias que fazem o deleite de quem aí queira repousar. Outro local a não perder é a Baía das Gatas, que encanta com a sua praia de mar calmo e cristalino e a sua piscina natural. Há ainda o festival de música, e a praia de São Pedro, com um mar mais agitado, convida à prática de desportos aquáticos como o windsurf e o kitesurf.

Sobre a região

  Cabo Verde é composto por 10 ilhas, das quais, uma não é habitada e 5 são ilhéus. As ilhas dividem-se em 2 grupos: Barlavento, de que fazem parte Santo Antão, São Vicente, Santa Luzia, São Nicolau e Sal, e Sotavento, de que fazem parte Brava, Fogo, Santiago, Maio e Boavista.

    Quem por lá passa, vai percebendo que todas são diferentes, por isso mesmo recomenda-se que conheça todas. Por aqui, montanhas imponentes diluem-se em planícies a perder de vista, enquanto o verde se mistura com os tons quentes de uma paisagem desértica. Em Cabo Verde, encontrará inúmeras reservas e parques naturais, alguns localizados em zonas de difícil acesso. Com temperaturas de água do mar entre os 22ºC e os 25ºC, e temperaturas médias do ar entre os 22ºC e os 27ºC, ao longo de todo o ano, as praias de Cabo Verde são autênticos paraísos a descobrir. A brisa que se faz sentir alivia o calor mais intenso tornando o clima mais aprazível.
    Ainda a pensar nas diferenças que dão um encanto especial a Cabo Verde, na Ilha da Boavista encontrará 55km de magníficas praias de areia fina e branca e um mar cor de esmeralda. Na Ilha do Sal, descubra a famosa praia de Santa Maria, com a sua extensão de vários quilómetros de areia dourada e fina com um mar de águas transparentes e de cor azul-turquesa, e na Ilha do Maio será surpreendido por belíssimas praias desertas ainda no seu estado puro, que convidam a um passeio.
    Se as praias são um dos principais produtos turísticos de Cabo Verde, a prática de desportos também deve ser tida em consideração. Este destino reúne todas as condições para que possa usufruir em pleno de kitesurf, windsurf e mergulho, bem como mergulho e pesca.
    Existe aqui um potencial de riquezas inesgotável, a pureza e temperatura da água, associadas à existência de plataformas submarinas de corais, atraem uma fauna muito variada de espécies permanentes e migratórias. Os mariscos também são abundantes. Por outro lado, algumas praias do Sal, Boavista e Maio são hoje autênticos viveiros de tartarugas-marinhas que as procuram na época da desova, ou seja, aqui podemos descobrir um fantástico aquário natural, uma experiência, sem dúvida, inesquecível.
    O crioulo é um símbolo da cultura cabo-verdiana, fazendo parte da sua identidade. Com uma cultura muito rica e um pouco mística, o crioulo dá uma nova vida a temas como a saudade, o amor, a alegria e a tristeza, destacando-se especialmente em vários géneros musicais como as mornas e a coladeira, cujas melodias estão ligadas à cultura europeia e latino-americana e, por outro lado, o batuque e o finaçon, comuma marcada influência africana.




   

Newsletter

Obtem as melhores ofertas no teu e-mail