Moçambique

África

9 ofertas em Moçambique

Sabe mais sobre Moçambique

Ficha informativa

Documentação necessária
- Passaporte válido e visto obrigatório (obtenção à chegada ao aeroporto de Maputo)

AVISO: 

A) As taxas de aeroporto e de combustível estão sujeitas a alterações até à data da partida.
B) Os quartos indicados como triplos são duplos com cama extra.
C) A hora de saída dos quartos no último dia terá que ser efetuada até às 12 horas.
D) Em Moçambique existe uma taxa turística a ser paga localmente pelo cliente à saída do País: 15?  (valor indicativo)
E) O envio de documentações poderá estar sujeito à regularização prévia de saldos ou débitos existentes.
F) A inserção dos dados de passaporte é da responsabilidade da agência de viagens, declinando a Solférias qualquer responsabilidade pelos dados inseridos.

Consulte e/ou imprima:
Condições do Seguro de Viagem
Condições gerais de venda e Ficha Informativa Normalizada

Sobre o destino

  A Baía de Maputo que, juntamente com os rios Incomati e Maputo, limita a capital, confina em frente, a 40 Km de Maputo, com a Ilha de Inhaca, Património Biológico da Humanidade.

    A capital de Moçambique, Maputo, conserva na sua arquitetura lembranças da presença de Portugal, com as suas vastas avenidas rodeadas de acácias rubras e jacarandás. Contudo, a cidade não ficou presa ao passado e atualmente é possível encontrar muitos restaurantes e bares que dão um ambiente de animação e alegria.
    Não deixe de conhecer a Casa de Ferro, o jardim botânico de Tunduru, a Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição, o Mercado Central, também conhecido por Bazar da Baixa, a Sé Catedral, a Mesquita da Baixa, a Estação Central dos caminhos de ferro, a Casa Amarela, o Museu de História Natural, o Museu Nacional de Arte, o Museu de Geologia, o Museu da Revolução e o Mercado do Peixe.
    Saindo da capital, descubra o ilhéu de Santa Maria e descanse nas suas maravilhosas praias desertas. Nade no meio de golfinhos ou mergulhe nas águas translúcidas, e, entre novembro e fevereiro, não perca a oportunidade de acompanhar a desova das tartarugas.
    Outro destino que vale a pena conhecer é Inhambane, uma das regiões de Moçambique mais dotadas para o turismo de qualidade, e onde, para além das excelentes praias que se estendem ao longo da costa da província e do arquipélago de Bazaruto, dispõe, no interior, de parques naturais onde variadas espécies de vegetação e animais podem ser observadas. Na cidade de Inhambane, capital da província, pode ocupar os tempos livres com visitas ao museu local e a monumentos e lugares de culto que assinalam a passagem de vários povos. As cidades de Maxixe, Quissico e Vilan-culos são outros centros urbanos a visitar para compras ou para apreciar belezas naturais.
    Relaxe nas numerosas praias da costa, nomeadamente Zavala, Závora, Tofo, Baía dos Cocos, Barra, Jangamo, Pomene e muitas mais. Vilanculos e Inhassoro, por exemplo, centro pesqueiro com uma belíssima praia, excelente para a prática da pesca desportiva.
    Em frente, estende-se o Arquipélago Nacional de Bazaruto, constituído por Bazaruto, Benguerra, Magaruque e Santa Carolina.
    Existem vários motivos para escolher Moçambique como destino de férias, para além da língua, as praias de areias douradas e águas cristalinas. As ilhas idílicas são fatores a ter em consideração. Também a gastronomia, com destaque para o peixe fresco e o típico picante, influenciam de certeza a escolha.






Newsletter

Obtem as melhores ofertas no teu e-mail